ABBI – Associação Brasileira de Bioinovação
Notícias
7 de julho de 2017

Novozymes fornecerá enzimas para a nova planta de Dong Energy na Inglaterra

 

4 de julho de 2017, Il Bioeconomista

A estatal dinamarquesa Dong Energy e Novozymes acordaram essa semana que a Novozymes fornecerá enzimas para a nova planta da REnescience em Northwich, no noroeste da Inglaterra. Será a primeira planta biológica de grande escala do mundo capaz de lidar com lixo doméstico por meio de enzimas.

Thomas Dalsgaard, vice-presidente executivo da Dong Energy, disse: “É importante extrair o maior número possível de recursos dos resíduos e as enzimas são uma parte importante do processo em que convertem os resíduos em energia verde e material reciclável. Temos o prazer de entrar em parceria com a Novozymes na criação desse tipo de planta “.

Hoje, uma grande parte dos resíduos do Reino Unido acaba em aterros sanitários. É caro e prejudicial para o meio ambiente. A fábrica da REnescience em Northwich assegurará que a maior parte do lixo possível seja reciclada e convertida em biogás, o que pode novamente ser convertido em energia verde. A fábrica da REnescience pode separar 15 toneladas de resíduos por hora ou 120,000 toneladas por ano. Isso corresponde aos resíduos de quase 110 mil casas do Reino Unido.

Thomas Schrøder, vice-presidente da Novozymes, disse: “O desperdício é um grande problema para muitas áreas urbanas em todo o mundo, mas essa tecnologia transforma o problema em um recurso. Biorefinarias como esta, onde o lixo é transformado em valor, é um excelente exemplo de economia circular na prática “.

Com essa tecnologia da REnescience, o lixo doméstico não triado comum é misturado com água e enzimas em um grande reator. Em seguida, o processo químico começa realmente e as enzimas dissolvem todos os resíduos de alimentos, rótulos e tipos similares de resíduos orgânicos e transformam-nos em um líquido que pode ser usado para o biogás. Na instalação de Northwich, o biogás será usado para gerar cerca de 5 MW de eletricidade, o que é suficiente para alimentar cerca de 9.500 famílias. A parte restante do lixo é de plástico e metal, que pode ser reciclada e, em seguida, há uma parte que é convertida em combustível.

A Dong Energy desenvolveu a biotecnologia REnescience que converte os resíduos sólidos municipais não triados, em produtos de grande valor para reciclagem. A REnescience vem trabalhando desde 2009 em uma fábrica de demonstração em Copenhague na Dinamarca. Através do tratamento enzimático, a tecnologia é capaz de converter desperdícios domésticos não triados em biogás, além de plásticos e metais recicláveis. A Novozymes e a Dong Energy também acordaram em desenvolver as enzimas para a tecnologia em conjunto.

“O outro desenvolvimento das enzimas nos ajudará a otimizar continuamente o processo e, ao mesmo tempo, extrair produtos ainda mais valiosos dos resíduos. Isso é bom para o meio ambiente e útil em termos de redução dos custos de gerenciamento de resíduos. Fico satisfeito estarmos juntos olhando as perspectivas futuras desta tecnologia “, disse Dalsgaard.

A fábrica da REnescience em Northwich deverá funcionar ainda em 2017. A Dong Energy financiará, construirá e operará a fábrica no Noroeste da Inglaterra e também examinará as possibilidades de construção de plantas semelhantes em outros lugares do mundo. O acordo de fornecimento de enzimas é um acordo não-exclusivo a longo prazo.